Home » Novo update sobre o coronavírus na Inglaterra

Novo update sobre o coronavírus na Inglaterra

Essa última semana foi bastante agitada aqui na Inglaterra.

No dia 06/04, a Rainha Elizabeth II fez um discurso, dando apoio para toda a população, agradecendo os trabalhadores da linha de frente ao combate ao coronavírus e passando uma mensagem de esperança para todos nesse momento difícil.

A Rainha não pode dar opiniões políticas e muito menos partidárias. Como Chefe de Estado, significa que ela precisa acompanhar o que está acontecendo no Parlamento e nos governos de todos os outros países da Commonwealth, países que ja foram colonias inglesas, mas hoje continuam tendo a rainha como monarca constitucional e chefe de estado em exercício, além de manter relações globais para ajudar na diplomacia e no comércio.

Ela atua como um foco para identidade nacional, unidade e orgulho; dá uma sensação de estabilidade e continuidade; reconhece oficialmente o sucesso e a excelência de indivíduos e entidades; e apoia o ideal dos serviços voluntários.
E foi exatamente que seu discurso demonstrou!

Caso queira ver o discurso (em inglês), clique aqui: https://www.bbc.co.uk/news/entertainment-arts-52183327

Logo após o discurso, o Primeiro Ministro Boris Johnson foi hospitalizado, pois faziam 10 dias que ele estava infectado com o COVID-19 e a febre não baixava.
Na segunda-feira à noite, a situação se agravou e ele foi transferido para a UTI mas no dia 09/04 ele saiu da Unidade Intensiva e deixou o hospital no domingo de Páscoa.

O fato de o PM estar internado causou incertezas sobre como ficaria o plano de ação quanto ao coronavírus. Porém o mesmo já havia deixado um plano traçado e o Ministro das Relações Exteriores Dominic Raab está no comando até que Boris se recupere e possa voltar a comandar o país.

No mais, boa parte da população está ansiosa e esperançosa achando que depois da Páscoa o governo vai começar a relaxar o isolamento social, pois o Primeiro Ministro havia anunciado que em torno de 3 semanas, eles iriam revisar as regras de conduta.

Eu sinceramente acho muito difícil que o isolamento seja aliviado, mesmo porque ainda não chegamos no pico da contaminação.

No momento são mais de 78.000 casos de pessoas testadas positivas com o COVID-19 e 9.875 infelizmente vieram a falecer, sendo a grande maioria aqui em Londres.
Lembrando que esse número é uma estimativa e que na realidade é um pouco mais alto, pois demora alguns dias até os casos serem registrados e atualizados.

O que nos deixa um pouco assustados é que no dia 10/04 os mortos aqui no Reino Unido excedeu os piores números diários vistos na Itália e na Espanha, com 980 falecimentos em 24 horas.

Só recapitulando, podemos sair de casa apenas por uma dessas 4 razões:
– compras de necessidades básicas, como alimentos e medicamentos;
– uma forma de exercício por dia – sozinho ou com alguém que more na mesma casa que você e sempre mantendo a distância de 2 metros em relação a outras pessoas;
– qualquer necessidade médica ou para prestar assistência a uma pessoa vulnerável;
– ir e voltar do trabalho, mas apenas se isso for absolutamente necessário.
Inclusive essa semana eu estava na varanda e a polícia passou na minha rua, com um alto-falante, mandando um pessoal que estava caminhando junto, irem para suas casas.
Pra falar a verdade, é tão estranho você ser proibido de sair de casa, não é?

Além disso, medidas foram feitas nos supermercados como demarcação no chão, tanto no exterior como no interior, para que as pessoas mantenham a distância de 2 metros entre si; um segurança limitando o número de pessoas dentro do mercado; e alguns colocaram telas de vidro para que o funcionário do caixa e o cliente fiquem protegidos.

Aqui, caso você contraia o vírus, você NÃO pode sair de casa, nem ir ao hospital ou médico, para não passar para outra pessoa no caminho.

Então você deve ficar em isolamento total (inclusive dos familiares da mesma casa) por 7 dias e se mora com alguém, todos devem ficar em isolamento total por 14 dias.
Caso os sintomas piorem, devemos ligar para o 111 e eles vão decidir se você será internado ou não. Caso seja necessário, virá uma ambulância e enfermeiros todos bem protegidos, para não contagiar os demais.

Estudos estão sendo feitos, pois na grande maioria dos países, a taxa de mortalidade entre homens é maior que a das mulheres. Porém não se sabe ao certo o porquê e apesar de alguns indicativos, prefiro não especular.

A polêmica em relação aos jogadores e os clubes de futebol da Premier League continua, pois diversos clubes querem continuar pagando na íntegra os jogadores, porém querem usar o esquema do governo para pagar os demais funcionários.

Esse esquema eu já havia comentado 2 semanas atrás: o governo pagará até 80% dos salários dos funcionários mantidos por seu empregador, cobrindo salários de até 2.500 libras por mês, pelos próximos 3 meses ou até que a situação esteja um pouco normalizada.

O fato desses clubes quererem usar esse esquema e pagar os jogadores milionários na íntegra, causou uma revolta muito grande e diversos clubes se retrataram, pediram desculpas e desistiram da ideia de usar esse esquema.

O Secretário da Saúde Matt Hancock pediu publicamente para que o salário desses jogadores fossem reduzidos em 30% para ajudar na crise e ainda não se tem informações se isso irá acontecer ou não.

Depois disso, alguns jogadores uniram forças para criar um fundo que irá arrecadar dinheiro para o NHS. A iniciativa #PlayersTogether visa fornecer suporte financeiro onde “é mais necessário” durante a crise do coronavírus.

A Universidade de Cambridge em colaboração com as indústrias farmacêuticas AstraZeneca e GlaxoSmithKline, está instalando um novo laboratório no campus biomédico de Cambridge.
A nova instalação começaria com 1.000 a 2.000 testes diários até meados de abril e pretende aumentar para 30.000 testes na primeira semana de maio.

Essa vai ser uma grande ajuda para que o governo consiga atingir a meta de 100.000 testes por dia. Algo que já deveria estar sendo feito e que a população no geral tem criticado muito as autoridades.

A maior crítica é em relação à falta de testes em pessoas que estão na linha de frente, como médicos, enfermeiras e demais funcionários da área da saúde.
E também pelo fato de os equipamentos de proteção individual estarem chegando à um nível muito baixo e em alguns lugares já está em falta.

O novo Hospital NHS Nightingale, instalado em Birmingham já está em operação, além do que foi construído aqui em Londres e que eu comentei nesse post aqui e em Harrogate e Bristol.
Também estão sendo planejados mais dois hospitais, um em Sunderland e outro em Exeter.

Para homenagear os profissionais do NHS (SUS daqui) que estão colocando suas próprias vidas em risco, todas as Quintas-feiras às 20 horas as pessoas saem nas janelas para aplaudi-los. #clapforcarers

No dia 08 de Abril, o Ministro das Finanças Rishi Sunak anunciou um pacote de apoio no valor de 750 milhões de libras para as Instituições de Caridade em todo o Reino Unido, para garantir que essas possam continuar seu trabalho vital durante a pandemia.

Sunak também disse que o governo irá igualar todas as doações que o evento de arrecadação de fundos “Big Night In da BBC” receber, comprometendo um mínimo de 20 milhões de libras.
O Ministro também mencionou que a prioridade no momento é cuidar da saúde para que o menor número de pessoas venha a falecer. Essa é a prioridade do Governo!

A apesar de estarem sim muito preocupados com a economia, estão fazendo o possível para garantir que a grande maioria fique em uma condição favorável no período de recessão que está por vir e tentar assim, retornar o mais rápido e da melhor forma possível economicamente.

Apesar de ele saber do impacto significativo que essa crise vai gerar e que infelizmente eles não conseguirão salvar todos os empregos, empresas ou caridades, eles estão tentando dar o melhor suporte possível com os pacotes financeiros (que comentei nos posts anteriores).

Boa Páscoa a todos!

Share this:

This post is also available in: English

Deixe seu recado:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 comments

  • Momento difícil para muitos países, além da crise sanitária, a crise econômica abala o mundo dos negócios, gerando cenários de muita insegurança. Mas nesse momento é necessário que cada um faça a sua parte!

  • Que situação complicada para todos!! Espero que tudo volte ao normal o mais vreve possível!

error: