Home ¬Ľ Novas atualiza√ß√Ķes sobre a pandemia na Inglaterra

Novas atualiza√ß√Ķes sobre a pandemia na Inglaterra

A Inglaterra tem seguido com a rotina quase que normal, com todo o comércio aberto, grandes eventos acontecendo e o uso de máscara sendo não compulsório (com exceção de alguns locais).

Por√©m, h√° uma grande incerteza sobre o que ir√° acontecer no inverno. Na realidade, o que aprendemos ao longo desses √ļltimos 18 meses √© que nem mesmo est√° claro o que ir√° acontecer no pr√≥ximo m√™s.

O grande aumento nos níveis de infecção provavelmente ficaram para trás, dada a quantidade de imunidade desenvolvida na população.

Mas se os n√≠veis atuais forem mantidos durante o inverno, o NHS (SUS daqui) ter√° dificuldades, pois no inverno o n√ļmero de hospitaliza√ß√£o aumenta devido a diversas doen√ßas respirat√≥rias.

O primeiro-ministro Boris Johnson disse que enquanto a pandemia “est√° longe de terminar”, o sucesso do programa de vacina√ß√£o, novos tratamentos e testes significam que o Reino Unido √© “capaz de conviver com o v√≠rus sem restri√ß√Ķes significativas √† nossa liberdade”.

Mesmo assim, o governo anunciou o “plano de inverno‚ÄĚ ou Plano B, afirmando que √© pouco prov√°vel que fa√ßam um novo lockdown, mas nada impede que nesse per√≠odo, o uso de m√°scaras volte a ser obrigat√≥rio, bem como as pessoas voltem a trabalhar de casa (quando poss√≠vel).¬†

Certas medidas serão mantidas Рincluindo a exigência de auto-isolamento ao receber um teste de PCR positivo ou até mesmo caso a pessoa esteja apenas com sintomas (tosse, febre e/ou ausência de olfato e paladar) e conceder auxílio-doença para aqueles que se isolaram desde o primeiro dia. 

Além disso, foi anunciado no dia 14 de Setembro, sobre o programa de vacinação para a terceira dose (ou dose de reforço), que começará na próxima semana, para assim termos uma maior redução no impacto da pandemia Covid-19 no Reino Unido. 

O Comitê de Vacinação e Imunização (JCVI) sugeriu que as vacinas sejam dadas para idosos acima de 70 anos e para todos que sejam do grupo de risco, antes de se expandir para todos os adultos com mais de 50 anos. Possivelmente essa terceira dose da vacina será mNRA: Pfizer/BioNTech ou Moderna.

Os dados mostraram que as vacinas contra o coronavírus atualmente em uso no Reino Unido oferecem pelo menos seis meses de proteção. 

Essa pesquisa mostrou que cerca de 40% das pessoas com sistema imunológico debilitado, tiveram a imunidade diminuída e a vacina menos eficaz depois de 6 meses.

Por isso foi recomendado terceiras doses para certos grupos vulneráveis, garantindo assim que a proteção que foi construída na população não diminua nos meses de inverno.

Segundo o parlamentar Nadhim Zahawi: “Esta √© provavelmente a √ļltima pe√ßa do quebra-cabe√ßa que nos permite fazer a transi√ß√£o de pandemia para endemia e espero que no pr√≥ximo ano estejamos em posi√ß√£o de lidar com esse v√≠rus com um programa de inocula√ß√£o anual, como fazemos com a gripe.‚ÄĚ

At√© o momento, mais de 48 milh√Ķes de pessoas no Reino Unido receberam a primeira dose da vacina, com mais de 44 milh√Ķes recebendo a segunda dose.

Seguindo o conselho dos diretores médicos do Reino Unido, crianças com idade entre 12 e 15 anos irão receber a vacina contra o Covid a partir da semana que vem. 

Elas receberão uma dose da vacina Pfizer-BioNTech e o consentimento dos pais será solicitado para o programa de vacinação que irá acontecer nas escolas.

Outra not√≠cia boa √© que os avan√ßos em antivirais, incluindo dexametasona e tocilizumabe, j√° est√£o sendo aplicados em pacientes com COVID-19 e estes tem reduzido o n√ļmero de mortalidade.

Al√©m disso, a Ag√™ncia Reguladora de Medicamentos e Produtos de Sa√ļde (MHRA) aprovou recentemente o “casirivimab” e o “imdevimab” como o primeiro produto de combina√ß√£o de anticorpos monoclonais indicado para uso na preven√ß√£o e tratamento de infec√ß√£o aguda por COVID-19 no Reino Unido.

O governo está agora trabalhando com o NHS e médicos especialistas para garantir que este tratamento possa ser aplicado aos pacientes o mais rápido possível.

O governo tamb√©m est√° investindo ¬£50 milh√Ķes especificamente para pesquisas sobre o long-COVID, que s√£o sintomas que se desenvolvem durante ou ap√≥s uma infec√ß√£o e que continuam por mais de 12 semanas e n√£o s√£o explicadas por um diagn√≥stico alternativo, incluindo COVID-19 sintom√°tico cont√≠nuo e s√≠ndrome p√≥s-COVID-19.¬†

Com essas pesquisas, será possível melhor compreender as causas e os potenciais tratamentos para essas pessoas.

No dia 19 de julho, o Primeiro-Ministro notificou que, at√© ao final de setembro, o Governo tencionava tornar a vacina√ß√£o completa uma condi√ß√£o de entrada em discotecas e outros locais com grandes multid√Ķes.

Levando-se em consideração os dados mais recentes sobre a pandemia, a certificação obrigatória não será implementada. No entanto, mais de 200 locais de eventos estão fazendo o uso voluntário dessa certificação como condição de entrada e o governo tem incentivado essa condição.

Mas caso o governo seja obrigado a aplicar o Plano B, a certifica√ß√£o obrigat√≥ria de vacinas pode ser introduzida em todas as boates, eventos internos com mais de 500 pessoas, locais de m√ļsica ou grandes recep√ß√Ķes, eventos ao ar livre com mais de 4.000 pessoas, e eventos com 10.000 ou mais participantes, tais como est√°dios de esportes e m√ļsica.¬†

Caso queira saber mais sobre as medidas que serão tomadas no outono e inverno, entre nesse link aqui (em inglês).

Nessa semana tamb√©m ser√° anunciando sobre o sistema de “cores” para viagens ao exterior que provavelmente ser√° eliminado, menos pa√≠ses de alto risco estar√£o na lista vermelha e o teste PCR para quem j√° estiver com as duas doses da vacina n√£o ser√° obrigat√≥rio.

O que se sabe até agora é que haverá um novo sistema de duas cores: verde ou vermelha Рduas listas simples: pode ou não pode viajar e 24 países sairão da lista vermelha.

Já os países que estiverem na lista vermelha, a quarentena em hotel permanecerá obrigatória. O custo de ficar em um hotel de quarentena é agora de £ 2.285 para um adulto, mais £1,430 para um segundo adulto e £325 para cada criança entre 5-11 anos de idade.

Compartilhe:

Deixe seu recado:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: