Home » Nova mutação do coronavírus traz mais restrições ao Reino Unido

Nova mutação do coronavírus traz mais restrições ao Reino Unido

No dia 19 de Dezembro o Primeiro Ministro Boris Johnson anunciou que partes do Reino Unido entrarão no Nível 4 (Tier 4) com diversas restrições mais rígidas, inclusive afetando o período do Natal.
Isso se deve à uma nova mutação/variante do coronavírus e que foi descoberta essa semana.

O que foi descoberto é que o coronavírus VUI-202012/01 transmite muito mais rápido e que 60% das novas infecções na capital, foram causadas por essa nova mutação.

Porém até o momento não foram encontradas evidencias de que o vírus deixe a pessoa com mais sintomas, mais doente ou cause um nível de mortalidade maior.
Além disso, não existe nenhuma evidência que mostre que a vacina que está sendo distribuída seja menos eficaz.

O que se sabe, é que essa nova variante transmite 70% mais rápido e isso pode trazer complicações para os hospitais que poderão não ter capacidade suficiente para tratar pacientes tanto com ou sem COVID.

Inclusive foi anunciado que a taxa R subiu entre 1.1 e 1.2 em todo o país, ou seja, em média, 10 pessoas com Covid passarão para 11 ou 12 outras, o que significa que a taxa da doença aumentará exponencialmente.

No momento já foram mais de 1.977.000 pessoas testadas positivas e infelizmente mais de 66.541 vieram à óbito e com os casos crescendo cada vez mais rápido, será necessário fazer esse lockdown.

As novas regras para as regiões que estão no Nível 4 (inclusive Londres) iniciam a partir de amanhã (dia 20/12) e são as seguintes:

– todo o comércio não essencial deverá fechar (bares e restaurantes já estão fechados pois estavam no nível 3);
– cabeleireiros, salões de beleza, academias, cinemas e demais locais também devem fechar;
– não pode “viajar” para qualquer outra região com níveis mais baixos e eles pedem para as pessoas tentarem não sair de casa, a não ser que seja extremamente necessário (estudo, trabalho ou médico).
– pode-se encontrar com apenas uma pessoa de outra residência, desde que seja ao ar livre, para praticar exercício, embora as isenções continuarão para “bolhas de apoio” e de cuidados infantis.

Todas essas restrições serão válidas até o dia 30 de Dezembro, porém Boris já avisou que pouca coisa mudará na Virada do Ano.
Para ver em qual Nível sua região está, é só entrar nesse site: https://www.gov.uk/find-coronavirus-local-restrictions

Já no período do Natal, haveria um período de “férias” de 5 dias, onde diversas restrições seriam relaxadas para as áreas de Nível 1, 2 e 3.
Porém agora, as pessoas poderão se misturar com até duas outras famílias e comemorar o Natal apenas no dia 25/12.

E infelizmente para aqueles que estão no Nível 4, está proibido encontros entre famílias/ amigos de casas diferentes.

Até onde se sabe, está banida viagens ao exterior, com exceção que seja a trabalho, porém Johnson pediu para que as pessoas considerem cuidadosamente se precisam viajar.
Para maiores informações sobre viagens ao exterior, o ideal é verificar o site (em inglês): https://www.gov.uk/guidance/travel-advice-novel-coronavirus?priority-taxon=774cee22-d896-44c1-a611-e3109cce8eae

Quanto à vacina, mais de 350.000 pessoas já receberam a primeira dose e nas próximas semanas, o número de locais distribuindo a vacinação deve aumentar seis vezes.

E, assim que houver a aprovação da vacina feita pela Universidade de Oxford, será possível uma vacinação em massa, sendo feitas em estádios esportivos e centros de conferências. Isso poderá levar dois milhões de pessoas por semana sendo vacinadas.

Por enquanto, a batalha da pandemia continua e os planos de milhões de pessoas foram destruídos e teremos que nos adaptar e passarmos o Natal cada um em sua casa.

Mas, se isso for para ajudarmos à esse vírus não circular e conseguirmos diminuir a taxa de infecções, acho que devemos sim, nos sacrificar e fazer a nossa parte.

Espero de coração que todos tenham um Feliz Natal e que 2021 seja de notícias boas e de muita alegria.

Share this:
  •  
  •  
  •  
  •  

Deixe seu recado:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: